Polícia busca suspeitos de matar supervisora na Grande São Paulo

Polícia busca suspeitos de matar supervisora na Grande São Paulo

Delegado diz que eles são conhecidos da família da vítima

A polícia deve continuar nesta quinta-feira (17) a procura por dois homens que já foram identificados como suspeitos de terem matado a supervisora de vendas Vanessa de Vasconcelos Duarte. Segundo delegado Zacarias Tadros, os possíveis autores do crime eram conhecidos das vítimas.

Na quarta-feira (16), a polícia chegou a deter quatro homens para averiguação e os liberou após a constatação de que eles não tinham ligação com o crime. Agora, o delegado deve ouvir outra testemunha importante que diz ter visto a supervisora amarrada e amordaçada dentro de um carro.

A jovem saiu da casa do noivo com o carro dele na manhã de sábado (12). Na tarde do mesmo dia, o veículo foi encontrado abandonado e o banco traseiro tinha sinais de fogo. O corpo da jovem, no entanto, só foi localizado no último domingo (13), em um matagal em Vargem Grande Paulista, na Grande São Paulo.

Na quarta, a polícia também ouviu a irmã gêmea e o noivo da vítima Luiz Vanderlei de Oliveira. Eles permaneceram por cerca de quatro horas na delegacia de Santana de Parnaíba, onde o caso é investigado, e saíram pouco depois das 14h sem falar com a imprensa.

O delegado teve acesso ao laudo do IML (Instituto Médico Legal) sobre a morte da jovem e informou que a vítima foi estrangulada e sofreu muito para morrer. Tadros também suspendeu a nova perícia no carro do noivo da jovem programada para ocorrer na quarta. Ele informou que o material recolhido anteriormente foi suficiente para a investigação.

Vídeos

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) confirmou que a polícia analisou imagens gravadas por câmeras da guarda municipal de Barueri para tentar identificar os homens que estavam com Vanessa no carro.

Na terça-feira (15), a Polícia Civil divulgou o retrato falado de um dos suspeitos de matar Vanessa. A imagem foi feita a partir do depoimento de uma testemunha.

Assista ao vídeo:

Fonte: R7, www.r7.com