Polícia Civil apreende máquinas caça-níqueis no Alemão

Policiais apreenderam equipamentos em uma casa.

Policiais civis da 42ª DP (Recreio) apreenderam, na manhã deste sábado (4), 18 máquinas caça-níqueis que estavam abandonadas no cômodo de uma casa localizada na Rua Joaquim de Queiroz, um dos principais acessos ao Conjunto de Favelas do Alemão, na Penha, Zona Norte do Rio.

Segundo a polícia, a denúncia foi feita por uma moradora, que avisou uma viatura da Polícia Civil, estacionada próxima do acesso à favela. As máquinas, que foram recolhidas com a ajuda de homens da Corregedoria Geral Unificada (CGU), serão levadas para a 21ª DP (Bonsucesso).

Ainda na manhã deste sábado, a Polícia Militar apreendeu uma moto em um beco próximo à Rua Joaquim de Queiroz. Segundo a PM, o veículo será encaminhado a um dos Pátios Legais.

Pai de traficante é liberado

O pai do traficante Luciano Martiniano da Silva, conhecido como Pezão, foi liberado após prestar depoimento e pagar fiança na noite de sexta-feira (3), no Rio. As informações são da 38ª DP (Irajá), para onde ele foi levado. O teor do depoimento e o valor da fiança não foram divulgados.

O suspeito foi preso por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na tarde de sexta, na Favela da Grota, uma das comunidades do Conjunto de Favelas do Alemão, na Penha, Zona Norte do Rio. Segundo o comandante do Bope, tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, o pai do traficante foi preso por venda ilegal de botijões de gás dentro da favela.

Preso suposto segurança de Pezão

Um homem apontado pela polícia como segurança de Pezão, um dos chefes do tráfico de drogas no conjunto de favelas do Alemão, foi preso na sexta-feira (3). Policiais da 26ª DP (Todos os Santos) acharam o suspeito, conhecido como Nandinho da Fazendinha, após denúncias de moradores.

Ele foi encontrado na Favela Nova Brasília, que fica no Conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. Segundo a polícia, ele também seria gerente do tráfico de drogas da favela.

O suspeito estava foragido da Justiça desde 2009, quando recebeu um indulto para visitar a família e não retornou ao presídio.

Fonte: g1, www.g1.com.br