Casa Edimar Bringeo será concluído em duas semanas

Casa Edimar Bringeo será concluído em duas semanas

O crime está sendo analisado pela polícia como pistolagem.

Depois de um ano o caso do assassinato do cantor Edimar Bringeo ainda não foi concluído, apesar de um dos acusados estar preso. Trata-se de um cantor popular bocainense, que era bastante conhecido na região de Picos.

O artista foi alvejado a tiros no dia 15 de maio de 2013 quando jogava cartas com amigos em um bar. O autor dos disparos teria chegado, pedido uma bebida e efetuado os disparos. O crime está sendo analisado pela polícia como pistolagem.

De acordo com a polícia, o acusado é Thiago Osório, que já foi preso e continua na cadeia. Ele também é acusado pela PM de ser o executor e participante do crime de Epaminondas Coutinho, crime de grande repercussão na região de Picos.

?Eles foram contratados para eliminar Edimar Bringeo por conta de uma divergência com outra pessoa na cidade de Picos. Thiago era um agenciador no município e tem participação em seis outros homicídios na região, entre eles o do Epaminondas?, disse o delegado geral James Guerra.

O acusado foi preso no dia 3 de julho na cidade de Castanhal, no Estado do Pará. Informações da polícia dão conta de que ele faz parte de uma família que pratica crimes por encomenda em Picos. Mais de 20 pessoas já foram ouvidas sobre o assassinato do cantor. A previsão é que nas próximas duas semanas o caso seja concluído.

?Em relação a este caso o inquérito encontra-se em fase de conclusão e a gente apenas aguarda uma informação para informarmos o mandante deste crime?, conclui o delegado geral James Guerra.

Fonte: Denison Duarte