Polícia de São Paulo vai investigar morte do presidente do TJ

Polícia de São Paulo vai investigar morte do presidente do TJ

O delegado-geral Marcos Carneiro Lima, informou que o corpo foi submetido à autopsia .

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte do presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Antonio Carlos Viana Santos, que morreu na madrugada de quarta-feira, em sua casa. O delegado-geral Marcos Carneiro Lima, informou que o corpo foi submetido à autopsia . O delegado disse que não há suspeitos de uma eventual participação na morte do desembargador. "Há apenas uma precaução em razão da função que ele (Santos) exerceu", afirmou. As informações são da Folha de S. Paulo.

Segundo Lima, é "um inquérito policial que versa sobre morte suspeita, no sentido genérico, porque ficou a suspeição de forma vaga, apenas para que não haja questionamentos futuros". O delegado afirmou ainda que o médico do desembargador recomendou a realização da autópsia. "Tudo indica que foi uma morte natural, mas somente por um laudo mais apurado não haverá dúvidas sobre o que aconteceu. (...) Se o laudo vier com um indicativo de que algo causou a morte, aí a investigação terá desdobramentos", disse. A casa de Santos passou por uma vistoria da polícia e nenhuma irregularidade foi encontrada no local, de acordo com Lima.

Fonte: Terra