Polícia descarta coma em trote de SP

As fotos do primeiro dia de aula foram colocadas num site de relacionamento na internet

O resultado do exame de corpo de delito feito no estudante Bruno César Ferreira apontou lesão corporal leve e confirmou que o jovem foi agredido durante o trote da Faculdade Anhanguera, em Leme, a 188 km de São Paulo.

A conclusão do perito revela ainda que Ferreira estava embriagado, mas não teria entrado em coma alcoólico. Dois estudantes de medicina veterinária da instituição e a vítima foram ouvidos nesta quarta-feira (11). A polícia abriu inquérito para apurar a agressão.

Os dois estudantes foram apontados por Ferreira como os autores das agressões. Em depoimento, eles negaram as acusações.

As fotos do primeiro dia de aula foram colocadas num site de relacionamento na internet. Nelas, os calouros aparecem sujos, cobertos com o que parece lama.

A faculdade informou, por meio de nota, que repudia qualquer tipo de agressão e que vai abrir sindicância para apurar os responsáveis. Os alunos poderão ser expulsos.

Fonte: g1, www.g1.com.br