Polícia descobre compras no cartão de caminhoneiro morto em Oeiras

O corpo de Aparecido Lopes permanece no IML de Teresina

A Polícia Civil do Piauí investiga a morte do paranaense Aparecido Lopes, encontrado morto na cabine do próprio caminhão, que estava estacionado em um posto de combustíveis na BR-230, em Oeiras.

De acordo com o delegado regional Paulo César, a primeira hipótese era de que o caminhoneiro teria tido morte natural, mas compras realizadas no cartão da vítima após sua morte, levantaram suspeitas de um crime.

Image title

O homem foi encontrado morto e apenas de cueca dentro do veículo, na última quinta-feira (03). Imagens do posto de combustíveis mostram que ele chegou ao local por volta das 17h, do dia anterior, com uma mulher que ainda não foi identificada.

"O vídeo mostra o momento em que eles chegaram, quando foram ao restaurante do posto e que de madrugada, a mulher saiu para comprar uma cerveja. No primeiro momento, suspeitamos que ele tivesse sofrido um infarto, mas compras feitas no cartão dele em outra cidade- no valor de R$ 1.5000- nos fizeram suspeitar de um crime. As informações sobre essa compra no cartão de crédito- que inclusive já foi bloqueado- foram repassados pela esposa da vítima. A mulher que aparece nas filmagens ainda não foi localizada", disse o delegado Paulo César.

Outro detalhe que chamou a atenção da Polícia Civil foi a falta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da vítima. "Apreendemos o seu celular, mas o documento de habilitação não estava com ele. Achamos estranho porque ele era motorista e trabalhava viajando. O próximo destino dele era inclusive a cidade de Fortaleza - CE", reitera o delegado.

O corpo de Aparecido Lopes permanece no Instituto Médico Legal, em Teresina. Até o momento, nenhum familiar dele compareceu ao Piauí. O delegado Paulo César disse ainda que aguarda o resultado do exame cadavérico que identificará a causa da morte.

Fonte: Mural da Vila