Polícia divulga nomes de suspeitos de matar estudante de Odontologia no Paraná

Polícia divulga nomes de suspeitos de matar estudante de Odontologia no Paraná

Ontem os investigadores estiveram na casa onde os acusados vivem em Ourinhos

A expectativa da população de Ourinhos, distante 370 km de São Paulo, é muito grande para que a morte da estudante de Odontologia Camila Mozer Pires Machado, 20 anos, seja esclarecida rapidamente. A delegada Ruth de Castro Bertolasso confirmou por volta das 12h que a Polícia Civil já sabe quem são os autores do latrocínio. Em entrevista a responsável pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ourinhos afirmou que Carlos Mendes da Silva Neto, popular Netinho, 30 anos, foi o autor do disparo que matou Camila na madrugada do último domingo.

Vanuza da Silva Trentini, 35 anos, amásia de Netinho, é a mulher que participou do crime e um adolescente de 14 anos, filho de Vanuza, é o jovem apontado por Murilo Lima, 19 anos, namorado de Camila, como a pessoa que cobrava Netinho de matar o casal.

Ontem os investigadores estiveram na casa onde os acusados vivem em Ourinhos, mas não encontraram o trio no local. "Estivemos na casa deles e lá nos surpreendemos com a quantidade de eletroeletrônicos encontrados ali, computadores, celulares, aparelhos de TV e diversos outros equipamentos provavelmente frutos de furto estavam escondidos no local", disse a delegada. Na casa os policiais encontraram também uma grande quantidade de pólvora, ao que tudo indica utilizada para carregar a arma que matou Camila.

"Estamos trabalhando em parceria com os policiais de Cambará (PR) e acreditamos que a prisão dos acusados deva acontecer nas próximas horas", afirmou a delegada. Ela disse ainda que a policia não sabe em que Estado eles estão escondidos, mas que o setor de investigação trabalha tanto em São Paulo quanto no Paraná, já que Vanuza possui muitos parentes naquele Estado.

A delegada acredita que os acusados ainda estejam com o veículo e isso facilita a localização do trio. "Ninguém consegue esconder um carro e se esconder pra sempre, estamos no caminho certo para as prisões", disse.

Testemunhas que viram o casal próximo ao local onde Murilo e Camila foram abordados e também no posto de combustível onde o veículo foi abastecido identificaram Netinho e Vanuza como os autores do latrocínio. "Não temos dúvida nenhuma de que eles são os responsáveis pelo crime, estamos agora na dependência da prisão para dar uma resposta para a população de Ourinhos que cobra a solução do caso o mais rápido possível", afirmou.

Fonte: Terra