Polícia divulga retrato falado de ladrão de vibrador de ouro

Polícia divulga retrato falado de ladrão de vibrador de ouro

Assaltante levou peça avaliada em R$ 8 mil de sex shop de Brasília

A Polícia Civil do Distrito Federal divulgou nesta quinta-feira (28) o retrato falado do homem suspeito de roubar um vibrador folheado a ouro de uma sex shop de Brasília no dia 30 de maio. A peça está avaliada em R$ 8 mil e estava em exposição. O vibrador era vendido apenas por encomenda.

De acordo com a descrição, o suspeito tem entre 1,75 m e 1,80 m de altura, pele parda lara, olhos castanhos claros e cabelos lisos e curtos. Ele continua foragido.


Polícia do DF divulga retrato falado de ladrão de vibrador de ouro

Retrato falado de suspeito de roubar vibrador de ouro de sex shop de Brasília (Foto: PCDF/Divulgação)

No roubo, o homem não levou nenhum outro artigo da sex shop. Vários objetos da loja, especializada no público de alto poder aquisitivo, custam até R$ 1 mil.

No momento do roubo, apenas uma funcionária estava na loja. ?Ele entrou, me cumprimentou, depois ele mostrou a arma na cintura e anunciou o assalto. Pediu dinheiro, disse que não tínhamos dinheiro. Ele viu o Nea [o modelo da peça], que ficava em cima do balcão, e mandou eu abrir a caixa onde ele estava?, disse a funcionária na época do roubo.

Ela havia descrito o ladrão como "bonito?, ?bem vestido? e ?rápido? ? a ação durou cerca de cinco minutos. Antes de sair, ela teve as mãos amarradas e a boca tampada com fita adesiva. O ladrão a prendeu no banheiro da loja.

Uma das sócias da sex shop, Vanessa Baldini, disse no dia seguinte ao roubo que o ladrão havia feito um "mau negócio".

"Ele [o ladrão] está com um elefante branco na mão. Ele não pode dissolver a peça porque ela é feita de aço inoxidável por dentro. Também não levou o carregador para poder usá-lo. Não sei mesmo o que ele vai fazer. Vou deixar por conta da imaginação dele", disse na época.

Fonte: G1