Polícia isenta jogador Adriano e estudante em caso de disparo dentro de carro no RJ

Polícia isenta jogador Adriano e estudante em caso de disparo dentro de carro no RJ

Polícia não indicia Adriano e estudante em caso de disparo

A Polícia Civil do Rio concluiu o inquérito sobre o caso da mulher ferida dentro do carro do atacante Adriano, do Corinthians. O delegado Fernando Reis não indiciou nenhum dos envolvidos no caso, segundo a assessoria de imprensa do órgão.

A jovem Adriene Pinto foi baleada na mão dentro do BMW do jogador, após saírem de uma festa de uma casa noturna na Barra (zona oeste). Inicialmente, ela acusou Adriano pelo disparo durante brincadeira com uma pistola.

O atacante, por sua vez, afirmara que ela brincava com a arma no momento do tiro acidental. Os outros quatro ocupantes do carro --um segurança e outras três mulheres-- ratificavam a versão de Adriano.

Após reconstituição e acareação com cinco dos envolvidos no caso, Adriene recuou e afirmou que ela fora a responsável pelo caso.

O inquérito foi remetido ao Ministério Público, que analisa a conclusão das investigações.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br