Polícia e oficial de Justiça procuram Edmundo no Rio

Ex-jogador foi condenado por homicídio culposo em 1999

O Tribunal de Justiça do Rio informou, na manhã desta quarta-feira (15), que um oficial de Justiça já foi entregar o mandado de prisão para o ex-jogador Edmundo, expedido na noite de terça-feira (14) pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais (VEP). O TJ não informou em qual endereço o mandado foi expedido.

Segundo informações do TJ, o ex-jogador só poderá ser considerado foragido depois que o oficial de justiça tentar, em vão, localizá-lo.

Delegado esteve em São Conrado

Além do oficial de Justiça, a polícia também procura o ex-atacante. O delegado Rafael Willis, titular da Polinter, procura nesta tarde Edmundo em cinco endereços na cidade. Um dos locais visitados fica em São Conrado, na Zona Sul. Mas, segundo a polícia, o ex-jogador não mora no local há pelo menos nove meses.



Desde cedo, a reportagem tenta falar com o advogado Arthur Lavigne, que representa o ex-jogador. O celular do advogado está na caixa postal. Ele também não foi encontrado em seu escritório.

Embora tivesse informado em entrevista que entraria com um pedido de habeas corpus para o ex-jogador nesta quarta-feira cedo, até o final da manhã Lavigne não tinha dado entrada no documento no TJ.

Fonte: G1