Policiais encontram mísseis e bazucas enterradas em escola

Policiais encontram mísseis e bazucas enterradas em escola

Mais cedo, policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) encontraram dois mísseis antitanques e duas bazucas na comunidade

Policiais civis da 39ª DP (Pavuna) encontraram nesta segunda-feira (14) um arsenal escondido em uma cisterna cimentada na Favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo a assessoria da polícia, as armas estavam enterradas a 2,5 metros atrás de uma escola na comunidade. Mais cedo, policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) encontraram dois mísseis antitanques e duas bazucas na comunidade.

Os policiais precisaram pedir apoio à Secretaria municipal de Obras, que enviou oito operários com britadeiras. Foram necessárias mais de quatro horas de escavação até chegar às armas, pois havia uma camada de um metro de concreto que teve que ser rompida com britadeiras.

Na cisterna foram localizadas 14 granadas, quatro fuzis, uma luneta com mira telescópica para fuzil, cinco pistolas, uma faca, cerca de mil munições, três anteparos de cerâmica para colete balístico, 42 carregadores, nove rádios transmissores, 32 carregadores de fuzis, 11 carregadores de pistolas, cinco coletes balísticos, cinco toucas ninja, três joelheiras, além de grande quantidade de cocaína.

Mísseis e bazucas

À tarde, agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) apreenderam dois mísseis antitanques e duas bazucas, numa localidade de mata conhecida como Portão Vermelho, na Rocinha.

Além disso, foram encontradas mais de 200 camisas com inscrições da Polícia Civil, que eram usadas por criminosos, e fardas do Exército. Elas estavam escondidas numa casa, junto a quatro pistolas e duas carabinas, além de drogas. ?O que mais estamos encontrando é granada, radiotransmissor, lunetas e objetos militares de uso exclusivo das Forças Armadas, tipo cintos para fuzil e acessórios?, afirmou o major Rodrigo, do Bope, que ocupa a favela.

Denúncias

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, denúncias feitas por moradores levaram os policiais a realizar duas grandes apreensões nesta segunda. Na primeira, policiais do Bope receberam uma denúncia de que havia drogas e armas enterradas em uma área de mata. Os policiais começaram a procurar e encontraram 24 fuzis, sete pistolas, dois lança rojões, duas granadas e 25 kg de cocaína.

Na segunda ocorrência, uma idosa indicou uma casa abandonada na Rua 2, também na Rocinha. Lá o Bope encontrou um laboratório de refino de cocaína onde foram apreendidos três galões de ácido sulfúrico (cada galão possui 30 litros), um de éter com capacidade para 50 litros, além de um pacote contendo 30 kg de pó branco que a perícia irá identificar o que é.

Balanço oficial

A secretaria divulgou um balanço oficial, atualizado às 21h, da operação Choque de Paz, que ocupou a Favela da Rocinha. A polícia fechou nesta tarde uma locadora de DVDs, onde foram apreendidos mais de 21 mil mídias piratas. Três mulheres foram detidas e encaminhadas para a 15ª DP (Gávea).

Além de uma picape Toyota Hilux apreendida no início da tarde de domingo (13), um outro carro, modelo GM Astra, que pertenceria ao traficante Leão, também foi apreendido, assim como 51 cartões de crédito e cerca de 100 cartões para clonagem. Leão, segundo a polícia, é um dos auxiliares de Nem, ex-chefe do tráfico da Rocinha, que está preso em Bangu 1. Também foram apreendidas 124 motos.

Ao todo, oito pessoas foram presas desde o início da operação. Entre elas, um foragido da prisão que foi convencido pela mãe a se entregar. Mais de 300 quilos de drogas foram apreendidos: 120 quilos de maconha (papelotes, tabletes e trouxinhas), 60 quilos de pasta base de cocaína, 135 quilos de cocaína refinada, 135 pedras de crack e 38 comprimidos de ecstasy.

Entre as armas apreendidas estão 42 fuzis, uma submetralhadora, duas espingardas, 32 pistolas, uma pistola desmontada, 53 granadas, 61 bombas artesanais, três machados e um facão. Mais de 20 mil munições de diversos calibres e 338 carregadores diversos também foram encontrados, bem como 20 rojões e oito lunetas, com mira telescópica.

Os policiais descobriram três centrais clandestinas de TV a cabo, e apreenderam os equipamentos. Também foram apreendidos 62 máquinas caça-níqueis, 25 radiotransmissores, uma réplica de pistola, um notebook, uma barraca de camping, uma capa de colete, duas gandolas (a gandola é uma peça que substitui o capote usada por militares), uma farda do Exército, uma camisa da Polícia Civil e material hospitalar.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e o Estado Maior da Polícia Militar pede para que a população denuncie esconderijos de traficantes e de depósitos de armas e de drogas. As autoridades colocaram à disposição vários telefones para denúncias: Disque-Denúncia, 2253-1177; Polícia Militar, 190; Gabinete da chefe de Polícia Civil, 2332-9915.

Fonte: g1, www.g1.com.br