Polícia encontra ossadas de pai e filha desaparecidos há 10 meses

Polícia encontra ossadas de pai e filha desaparecidos há 10 meses

Uma boneca, que seria da criança, foi encontrada junto com os ossos.

A Polícia Civil de Itápolis (SP) localizou duas ossadas apontadas como de um homem de 33 anos e de sua filha, de cinco, em um poço na zona rural da cidade, na tarde de quinta-feira (6). Uma boneca, que seria da criança, foi encontrada junto com os ossos. As vítimas estavam desaparecidas há 10 meses.

A polícia chegou até o local pouco depois de prender um casal que sacava o dinheiro da pensão da vítima em uma agência bancária de Ribeirão Preto, que fica a 121 quilômetros de Itápolis.

O desaparecimento dos dois era investigado desde 2013. No início da apuração do caso, a polícia trabalhava com a hipótese de homicídio. Depois, passou a ser investigado como latrocínio (roubo seguido de morte), já que foi constatado que a pensão da vítima continuou a ser retirada primeiro na região de Itápolis e, depois, em Alagoas, no nordeste do país.

Na quinta-feira (6), a polícia prendeu em flagrante os suspeitos retirando o benefício no banco. Os suspeitos confessaram que mataram o homem e a criança e depois jogaram os corpos em um poço abandonado, no bairro da Onça.

O homem preso tinha passagem por tentativa de homicídio e foi encaminhado à cadeia de Jaboticabal (SP). Já a mulher é tem acusação por roubo. Ela foi encaminhada à cadeia de Fernando Prestes. Segundo o delegado Edino Corrêa, eles responderão por latrocínio e ocultação de cadáver.

Apesar das ossadas terem sido encontradas no local apontado pela dupla, o Corpo de Bombeiros deverá fazer uma drenagem no poço. Os ossos localizados serão examinados para confirmar a identidade das vítimas.



Fonte: G1