Polícia encontra pedaços de mulher vítima de esquartejamento pelas ruas de Maceió

Polícia: Denúncia indica possível identidade de vítima de esquartejamento

Moradores de Maceio entraram em contato com a policia nos últimos dias para denunciar que o braço humano encontrado nas margens da Lagoa Mundaú, no último sábado, e outras partes de um corpo feminino achadas no dia 11, na Levada, seriam da mesma mulher, vítima de esquartejamento.

Ela ainda não teve a identidade revelada pelas autoridades e, agora, a Perícia Oficial aguarda que parentes da suposta vítima procurem a sede do Instituto Médico Legal (IML) para coleta do material biológico, que será usado para exame de DNA.

De acordo com o diretor da Delegacia de Homicídios de Maceió, José Carlos Santos, as denúncias anônimas garantem que a mulher desaparecida é a mesma que teve as partes do corpo encontradas na região da Lagoa Mudaú. "Preciso reunir provas técnicas que comprovem, pelo menos, que o braço e dedo humanos tem relação com o tronco colhido na Levada. "Este é o primeiro passo para darmos continuidade as investigações", disse.

O diretor do IML, Fernando Marcelo, comentou com a reportagem do TNH1 que, sem a amostra de um parente próximo, não será possível realizar exames mais precisos. "Pedimos que os familiares da senhora desaparecida compareçam à sede do IML para colhermos amostras", pediu o diretor.

A impressão digital colhida no dedo encontrado na lagoa também poderá ajudar, por isso, uma amostra já foi colhida no IML e será encaminhada ao Instituto de Identificação.

Em contato com a assessoria de comunicação do Instituto, a reportagem foi informada que, até o momento, nenhum material referente ao caso foi entregue ao órgão.                 
      

Fonte: TNH1