Polícia faz apreensão recorde de crack no Ceará

A investigação resultou na desarticulação da quadrilha que era especializada na venda de crack

Policiais da Delegacia de Narcóticos (Denarc) realizaram, ontem, a maior apreensão de crack da história do Ceará. Ao todo, 55 quilos da droga, em tabletes, foram apreendidos com quatro pessoas, identificadas como João de Sousa Araújo, o ´João de Deus´; Francisco de Assis Monteiro Sousa, o ´De Assis´; Ana Paula de Sousa Silva, esposa de João; e Jennifer Suyanne Maciel de Oliveira, esposa de Assis.

A investigação que resultou na desarticulação da quadrilha - especializada na venda de crack - começou há dez dias. ?Monitoramos o grupo, fizemos campanas, esperamos o melhor momento para a abordagem. Na noite de segunda-feira chegou um veículo carregado de droga?, contou o delegado César Wagner Maia Martins, titular da Denarc.

Na Rua Doutor Pedro Wilson, na Serrinha, os dois casais foram detidos com 20 quilos da droga. Eles indicaram à Polícia um sítio, no Município de Guaiúba, Região Metropolitana de Fortaleza, onde havia outros 35 quilos de crack enterrados. Além da droga foram apreendidos dinheiro, uma balança digital, outra balança de precisão, celulares, uma Hilux, um Pálio Weekend Adventure, um Fiat Strada e uma Moto Twister.

Preocupação

Segundo o delegado César Wagner, o diferencial desta quadrilha para as outras já desarticuladas este ano, foi a grande concentração de uma droga específica com o grupo. ?Eles se especializaram no tráfico de crack?, destacou.

O delegado Jairo Pequeno, diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), ressaltou que a grande apreensão reflete a preocupação da Polícia Civil com o avanço do tráfico no Estado.

?Mesmo sem a estrutura ideal, a Polícia vem conseguindo combater o tráfico e fazendo um bom trabalho de repressão. Além do aspecto repressivo, temos também o preventivo, com a atuação da Divisão de Proteção ao Estudante (Dipre)´, ressaltou Pequeno.

Desde o início deste ano, 114 traficantes foram presos pela equipe da Denarc. Ao todo, 70 quilos de crack e 20 armas de fogo foram apreendidos.

Adolescentes

Segundo dados da Polícia, a expansão do crack atinge toda a Capital e tem gerado assassinatos por conta de dívidas contraídas pelos usuários com os traficantes. A maioria das vítimas é formada por adolescentes.

No começo da semana, a equipe da Denarc havia capturado outra quadrilha de traficantes em Fortaleza. Geovane Monteiro Barros, Francisca Rochelly de Moura Pereira e Rosângela Clarindo Rodrigues foram capturados numa operação realizada na Vila São Francisco, no bairro Bom Jardim. Com os acusados foram apreendidos seis quilos de maconha, um quilo e meio de crack, além de dinheiro, balanças de precisão digital, telefones celulares e automóveis.

Segundo o delegado César Wagner, a ação contínua da Polícia tem conseguido desarticular não apenas as quadrilhas, mas prender também os homens considerados o ´braço armado´ dos traficantes, isto é, aqueles que são pagos para matar quem compra droga e não paga. Com eles são encontradas armas de grosso calibre, como pistolas e escopetas, além de muita munição.

ROSALINA

Caçado traficante que ordenava execuções

A onda de execuções sumárias ocorrida nos últimos dias na Comunidade Rosalina, ligada ao tráfico de drogas, resultou em uma operação policial, na manhã de ontem, comandada pela delegada Ana Lúcia Almeida, titular do 8º DP (José Walter) e pelo comandante da 1ª Companhia do 6º BPM (Maraponga), major PM Marcelo Praciano. Na casa de Francisco Paulo Oliveira de Araújo, 22, o ?Chico Paulo?, apontado como um dos líderes do tráfico na região e mandante dos homicídios, os policiais encontraram crack e uma escopeta artesanal de calibre 12.

Durante a operação nas ruas do bairro, que contou com a participação de 12 policiais, um adolescente foi apreendido, mas o chefe do grupo conseguiu fugir. De acordo com a delegada Ana Lúcia, além de ser o chefe de uma das ?gangues? de traficantes da Rosalina, ?Chico Paulo? já responde a outros crimes, como assaltos a estabelecimentos comerciais e também roubos de veículos.

Conforme a delegada, ele comete os assaltos para financiar o tráfico. ?Tivemos informações de que ele tem uma lista de nomes com pessoas marcadas para morrer nos próximos dias. São pessoas com dívidas com o tráfico e membros de grupos rivais?, revelou. Segundo as investigações, as mortes mais recentes ligadas a ?Chico Paulo? e seu grupo começaram na última sexta-feira (22). A primeira vítima foi Francisco José dos Santos, 26, o ?Magrão?. Ele foi fuzilado no ?Campo do Palito?, na Rosalina. Sua morte foi um ?acerto de conta?. Dois dias depois (24), foi a vez do adolescente Geovani Rodrigues da Silva, 14, virar alvo dos traficantes. Também no ?Campo do Palito?, três homens encapuzados executaram o rapaz com sete tiros. Segundo a Polícia, ?Chico Paulo? e dois adolescente de 15 e 16 anos são os executores dos homicídios.

Preventiva

A mais recente vítima do bando foi o adolescente Anderson Merencio de Andrade, 15. Segundo a Polícia, o jovem acabou assassinado por outro adolescente, supostamente a mando de ?Chico Paulo?. Além de Anderson, outro rapaz saiu baleado e está no hospital. A titular do 8º DP afirma que pedirá a preventiva de ?Chico Paulo?, nos próximos dias.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br