Polícia faz reconstituição da morte de jovem torturada e degolada por dívida de R$ 3 mil

Polícia faz reconstituição da morte de jovem torturada e degolada por dívida de R$ 3 mil

O suposto mandante do crime, Allan dos Santos Peçanha, ex-marido de Lore, foi preso uma semana depois do assassinato.

Está marcada para acontecer às 10h desta quinta-feira (8) a reconstituição da morte da universitária Lore Santana Vaz, encontrada morta degolada dentro do próprio carro no dia 13 de setembro, em Santo André, no Grande ABC. Apesar de não serem obrigados, os três suspeitos do crime devem participar, segundo a polícia.

O suposto mandante do crime, Allan dos Santos Peçanha, ex-marido de Lore, foi preso uma semana depois do assassinato. Além dele, Robert Pirovani Gama e Raimundo Nonato também estão na cadeia. Os confessaram ter sido contratados por R$ 1.000 pelo ex-marido de Lore. No entanto, Allan disse que a intenção era apenas "dar um susto" na jovem. A motivação do assassinato pode ser uma dívida que a estudante cobrava do ex-marido.

A reconstituição vai acontecer no local onde o corpo de Lore foi encontrado, na rua Andradina. O Ministério Público pediu para que os últimos momentos de Lore, desde que saiu da faculdade onde estudava até o local em que o carro foi achado, fossem refeitos. A promotora responsável pelo caso, Daniela Hashimoto, vai acompanhar o trabalho dos peritos.



Fonte: R7, www.r7.com