Polícia fecha sedes da Mancha e Gaviões; ao menos 7 são presos

Polícia chega à sede da Gaviões da Fiel para cumprir mandados

A Polícia Civil de São Paulo prendeu pelo menos sete pessoas durante a ação da manhã desta terça-feira para cumprir de mandados de prisão e busca e apreensão nas sedes das torcidas organizadas Mancha Alviverde, do Palmeiras, Gaviões da Fiel, do Corinthians, e na casa do irmão de André Alves Lezo, morto durante o confronto entre as duas agremiações do último domingo.


Polícia fecha sedes da Mancha e Gaviões; ao menos 7 são presos

As prisões foram confirmadas pela 2ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Raciais e Delitos de intolerância (Decradi), unidade ligada ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e para onde os presos foram encaminhados. Segundo a BandNews, as sedes das torcidas chegaram a ser fechadas durante a ação.

As duas torcidas se envolveram em um confronto violento na manhã do último domingo na avenida Inajar de Souza, zona norte de São Paulo, antes da partida entre os dois times. Após a briga, cinco pessoas foram encaminhadas a pronto-socorros da região e dois torcedores do Palmeiras morreram.

A última vítima fatal morreu na manhã de hoje no hospital São Camilo. Segundo o hospital, o jovem de 19 anos teve morte encefálica às 5h15 e a causa foi um traumatismo craniano com lesão externa.

Na tarde de ontem foi enterrado o palmeirense André Alves, 21 anos, conhecido como Lezo, morto na briga com um tiro na cabeça. O gerente de futebol do Palmeiras, César Sampaio, representou o clube no enterro.

Fonte: Terra, www.terra.com.br