Polícia identifica bandidos que mataram policial da Core no Rio

Um dos criminosos morreu durante a troca de tiros

A Delegacia de Homicídios conseguiu identificar, neste sábado, todos os criminosos que participaram do assassinato do policial civil Fabiano Ribeiro Besada, 33 anos, morto durante um assalto no Méier, Zona Norte do Rio, na noite de quarta-feira. Eles tiveram suas prisões temporárias decretadas pela Justiça.

Durante a ação, que foi registrada por diversas câmeras, Besada reagiu ao roubo e conseguiu matar Ruan Carlos Lourenço, o Pato Assado, 21 anos. Os outros quatro criminosos atiraram no policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e conseguiram fugir. 

Desde quarta-feira, equipes da Core realizaram várias incursões no Complexo do Lins, onde prenderam Bruno Chaves Colaço, 24 anos. Segundo as investigações, Bruno era quem dirigia o Fiat Stilo utilizado pelos criminosos para seguir o HB20 da vítima, até o momento em que aproveitaram a interrupção no trânsito por um caminhão de lixo e realizaram uma emboscada contra o agente.

Os agentes apreenderam o carro e uma motocicleta Yamaha utilizados no crime, além de drogas. Na hora do crime, Ygor de Sousa Lucena, o Furinho, de 20 anos, Phelipe Pacheco de Melo, o Lipão, 23 anos, e Ruan saíram do veículo para cercar o policial, enquanto  Dionisio Vieira da Cruz, o Nisinho, 28 anos, esperava na moto. Após o confronto, Dionisio, Ygor e Phelipe escaparam na moto e Bruno fugiu de carro.

Fabiano Besada era policial da Core (Crédito: Reprodução)
Fabiano Besada era policial da Core (Crédito: Reprodução)
Phelipe, o Lipão, (à esquerda) e Ygor, o Furinho, são procurados (Crédito: Reprodução)
Phelipe, o Lipão, (à esquerda) e Ygor, o Furinho, são procurados (Crédito: Reprodução)
Fonte: iG