Polícia identifica condutor de lancha que atropelou lutador

Polícia identifica condutor de lancha que atropelou lutador

Ele pode responder por omissão de socorro e lesão corporal culposa

A Polícia Civil informou, nesta sexta-feira (11), que indentificou o condutor do barco que atropelou o lutador de jiu-jítsu Rafael ?Gordinho? Lima, no Rio de Janeiro. De acordo com o delegado titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), Carlos Henrique Machado, ele será ouvido nos próximos dias e poderá responder pelos crimes de omissão de socorro e lesão corporal culposa.

O esportista surfava com amigos quando foi atropelado, na quarta-feira (9), por um barco no Quebra-Mar, na Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Segundo a Polícia Civil, a lancha será encaminhada para a perícia.

Rafael contou que uma onda veio em direção à lancha que saía do Canal de Marapendi. Neste momento, segundo o lutador, o piloto jogou a lancha na direção dos surfistas.

Rafael Gordinho conta ainda que os dois ocupantes da lancha não prestaram socorro, e inclusive, o ameaçaram.

?O motor da lancha morreu e fui em direção ao barco para tirar satisfações. Enquanto isso, um ficou tentando ligar o barco e o outro me ameaçou com o remo?, disse o esportista.

Esportista ficará fora de mundial por acidente

Rafael não poderá participar do Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu, na Califórnia, nos Estados Unidos, devido ao acidente . O lutador sofreu ferimentos no braço e uma lesão nos dois dedos da mão direita.

O campeonato ocorre no final de maio e início de junho, mas o esportista precisa de pelo menos 30 dias para cicatrizar.

Rafael ainda afirmou que não conseguiu voltar a rotina de trabalho por completo e também ficará afastado do mar nesse período ?Agora, eu vou pensar duas vezes antes de deixar meu filho surfar no Quebra-Mar?, disse o lutador, pai de um menino de quatro anos.


Polícia identifica condutor de lancha que atropelou lutador na Barra

Prancha de Gordinho ficou destruída

Fonte: G1