Polícia identifica suspeitos da morte de jornalista carbonizado

Corpo foi encontrado carbonizado na zona rural de José de Freitas.

O delegado Denúbio Dias, da Delegacia de Homicídios, afirmou, durante entrevista, que já foi feita a identificação dos acusados de matar o jornalista Elson Feitosa, que foi encontrado carbonizado, em um matagal na localidade Aprazível, zona rural e José de Freitas.

De acordo com o delegado, o crime foi praticado por mais de uma pessoa."Não tinha como ser só um autor. Foi um crime com requinte de crueldade. Ele teve o corpo todo queimado para evitar deixar pistas que nos levassem até os assassinos, mas há evidências que comprovam que havia mais gente na cena do crime”, afirmou.

Denúbio acrescenta que nos próximos dias ocorrerá a prisão dos acusados. “Isso poderia atrapalhar as investigações, mas as diligências já foram feitas e o próximo passo é a prisão dos envolvidos”, disse.

Image title

O crime

Um corpo parcialmente carbonizado foi encontrado por populares na tarde deste sábado, 03 de Outubro, em um matagal na localidade Aprazível, zona rural e José de Freitas.

De acordo com informações da polícia, o homem estava no matagal com parte do carpo queimado e irreconhecível, acredita-se que ele foi morto há dois dias e desovado no local, os criminosos pretendiam 'sumir' com o corpo ateando fogo na vegetação.

O coordenador e investigador da delegacia de José de Freitas, Gilson Ferreira esteve no local e informou que a vítima estava como um pano na cabeça e metade do corpo carbonizado. Ele acredita que foi uma desova, alguém matou e jogou o corpo naquele local. 

Image title


Fonte: Portal Meio Norte