Polícia indicia PMs acusados de estuprar moradora da Rocinha

Um quarto policial cuja identidade não foi revelada chegou a ser investigado como coautor dos crimes

A 14ª Delegacia de Polícia (Leblon) do Rio de Janeiro denunciou por estupro e crime de tortura os policiais militares Renan Ribero de Souza, Cid Lima dos Santos e Rodrigo Bernardo de Almeida, que são acusados de violência sexual contra uma moradora da favela da Rocinha, na zona sul da capital fluminense.

O delegado da 14ª DP, Gilberto Ribeiro, também solicitou ao Ministério Público um novo pedido de prisão preventiva dos três PMs. Todos estão detidos preventivamente (30 dias) no Batalhão Especial Prisional (BEP) e devem continuar presos se a Justiça acatar o pedido de renovação da ordem de prisão preventiva.

Os denunciados são lotados no Batalhão de Choque (BPChoque) e supostamente cometeram os crimes durante uma diligência na Rocinha, no dia 18 de abril. Nenhum deles tem advogado.

Segundo depoimento da vítima, que tinha acabado de ser presa por furtar uma bolsa de uma moradora da comunidade, os policiais militares a torturaram e estupraram antes do encaminhamento ao distrito policial. Exames de corpo de delito comprovaram a violência sexual.

Um quarto policial cuja identidade não foi revelada chegou a ser investigado como coautor dos crimes, porém os investigadores não encontraram provas para indiciá-lo.

Fonte: UOL