PM investiga morte de vigilante do Carvalho em THE

PM investiga morte de vigilante do Carvalho em THE

Na manhã desta quinta-feira os funcionários do supermercado foram dispensados dos serviços numa demonstração de sentimentos à família da vítima

O Capitão Flávio Santos, da Cia Independente da Polícia Militar do bairro Promorar, considera razoável a estrutura policial da região. A afirmação foi feita em entrevista à Rede Meio Norte na tarde desta quarta-feira, 12, em resposta ao assassinato do vigilante Francisco das Chagas Batista, 27, funcionário do Comercial Carvalho do bairro Areias.

O capitão considera que a dificuldade maior gira em torno do número de delinquentes. ?Nós reforçamos aquelas vilas a todo tempo com as guarnições da própria Companhia, solicitamos reforço da Companhia da Rone e de outras unidades operacionais da capital. O número de delinquentes é muito grande naquela região?. O capitão dá margem para outras possibilidades e faz questionamentos. ?Será que esse vigilante não teve alguma desavença com alguém? Será que se tratou realmente de um furto??

A sua execução se deu com um tiro na cabeça no bairro Areias. Francisco das Chagas estava noivo e morava no bairro Nazária, onde estava sendo velado na manhã desta quinta-feira. Testemunhas apontam que outros ?vigilantes do supermercado estão marcados por ameaças de integrantes do crime?.

Na manhã desta quinta-feira os funcionários do Comercial Carvalho foram dispensados dos serviços numa demonstração de sentimentos à família da vítima.

O delegado geral James Guerra assegura que os levantamentos para o processo investigatório estão sendo feitos, pois as informações acerca do acontecimento continuam surgindo. ?É preciso que a gente faça uma filtragem dessas informações para não tomarmos atitudes precipitadas?. O delegado considera que ?via de regra, esses crimes são praticados por pessoas da região?, ao mesmo tempo em que possibilita uma exceção para o caso. ?Não quer dizer que a gente possa, neste momento, estar afirmando isso?.

NOTA DE PEZAR ENVIADA PELO GRUPO CARVALHO

O Grupo Carvalho vem a público manifestar o seu profundo pesar pelo falecimento do colaborador Francisco das Chagas Batista Sousa que ocupava o cargo de vigilante da Filial Areias. Declaramos que a empresa está em luto, e que a filial localizada na avenida Henry Wall de Carvalho, zona Sul de Teresina, onde ocorreu o incidente, estará fechada durante o dia de hoje (12/09).

Nossos sinceros pêsames a toda a família e amigos.

Fonte: Denison Duarte