Estupro: Civil interroga colegas de trabalho da estagiária que morreu ao cair de prédio

Estupro: Civil interroga colegas de trabalho da estagiária que morreu ao cair de prédio

Ela teria deixado carta contando que foi estuprada após festa de fim de ano da firma.

A polícia concentra esforços para desvendar a misteriosa morte da estagiária de direito que caiu do prédio onde morava no dia 3 de dezembro. A tese inicial era de que Viviane Alves Guimarães havia se suicidado e, por isso, a queda da jovem não estava sendo investigada.

Policiais só entraram em ação depois que a família entregou na delegacia uma carta que teria sido escrita pela estudante. Na mensagem, Viviane revelou que foi violentada após ser dopada em uma confraternização de fim de ano da firma.

Nesta semana, a polícia começa a colher depoimentos dos colegas de trabalho de Viviane. De acordo com a polícia, a mãe dela disse que, no dia da festa da empresa, a jovem voltou para casa de táxi com um homem com quem ela havia mantido relações sexuais.

Foi após esse episódio que Viviane teria apresentado sintomas de depressão e, uma semana depois, caído do sétimo andar do edifício onde morava, no Morumbi. No apartamento, policiais recolheram computador, celular e bilhetes escritos por Viviane.

Fonte: r7