Polícia investiga caso brutal de homem nu que comia o rosto de outro em Miami; veja!

Polícia investiga caso brutal de homem nu que comia o rosto de outro em Miami; veja!

Incidente pode estar relacionado a uso de drogas, segundo a polícia.

A polícia de Miami investigava nesta segunda-feira (28) as causas de um crime chocante ocorrido no fim de semana, quando um homem nu comia o rosto de outro, também nu, e em estado moribundo, e de quem arrancava os olhos e a carne do rosto a mordidas, informaram meios de comunicação locais.

O incidente pode ter vínculos com efeitos causados pelas drogas, disseram fontes policiais citadas pela imprensa local.

As autoridades não divulgaram os nomes dos envolvidos, e não haviam divulgado até esta segunda-feira, feriado do Memorial Day nos Estados Unidos, um relatório sobre o crime.

"O sujeito o estava desfigurando com a boca e gritei para que parasse, mas ele continuou", disse Larry Vega ao Canal 7 local da rede Fox News. "Foi uma das coisas mais horrendas que já vi."

O incidente ocorreu no sábado, na ponte da estrada MacArthur, que liga Miami Beach ao centro da cidade, usada por carros e bicicletas que se dirigem às praias. A região sob a ponte costuma servir de abrigo para sem-teto e viciados em drogas.

Vega andava de bicicleta pelo trecho reservado a pedestres e ciclistas paralelo à autoestrada quando viu a cena e avisou à polícia, que chegou ao local e tentou conter o agressor. Ele morreu baleado porque não quis parar de morder a vítima, segundo a polícia.

A vítima, sem os olhos e irreconhecível, foi internada em um hospital local.

Fontes policiais especulavam nesta segunda-feira se o criminoso poderia estar sob o efeito de uma overdose de um novo componente do LSD, ou sofrendo de uma psicose provocada por abuso de cocaína, que pode levar a um comportamento homicida.

"Quando vemos esse tipo de conduta de pessoas nuas e que se tornam violentas, é um indicativo de um delírio causado por overdose", disse Armando Aguilar, um policial de Miami, ao Canal 7. A psicose gera um grande calor no corpo e costuma levar as pessoas afetadas a ficarem nuas para tentar se refrescar, indicou.

Fonte: G1