Polícia investiga estupro contra criança dentro de sala de aula

O boletim de ocorrência foi registrado pela mãe da garota na segunda-feira

Uma menina de 11 anos denuncia que foi violentada sexualmente por quatro colegas de turma dentro da sala de aula, na Escola Estadual Orlando Perez, em São Carlos, interior de São Paulo. Segundo a mãe da criança, todos os alunos estavam na sala e viram o ato. A delegada de Defesa da Mulher da cidade, Denise Gobbi Szakal, ouve nesta quarta-feira os estudantes da classe e também os seus pais.

O boletim de ocorrência foi registrado pela mãe da garota na segunda-feira. A menina contou à delegada que durante a troca de período os meninos, que tem entre 11 a 14 anos, trancaram a porta com uma cadeira e arrastaram-na para o fundo da sala. Dois deles seguraram o braço da menina, enquanto os outros passavam a mão nas suas partes íntimas. A vítima disse que se jogou no chão e começou a se debater para evitar a violência. Os garotos só pararam quando a inspetora de classe chegou.

Segundo Denise Szakal, não é necessário haver conjunção carnal para ser considerado estupro. Ela explica que qualquer ato libidinoso envolvendo um menor de 14 anos é considerado estupro de vulnerável. Os meninos deverão ser encaminhados à Vara da Infância e da juventude de São Carlos, que julgará as medidas socioeducativas a serem cumpridas por eles. A escola Orlando Perez suspendeu os alunos por cinco dias.

Fonte: Terra, www.terra.com.br