Polícia investiga se crime em Picos foi latrocínio ou execução

O homem transportava malote de dinheiro quando foi morto.

A Polícia Civil já começou a investigação para elucidar a morte de Gilberto de Carvalho Filho, o “Bertim”, 42 anos, assassinado por volta do meio dia de segunda-feira (25), na Avenida Senador Helvídio Nunes, em frente ao Terminal Rodoviário Zuza Baldoíno, na cidade de Picos.

Segundo o delegado regional Divanilson Sena, a vítima seguia da empresa onde trabalhava em direção a uma agência bancária, transportando valores em dinheiro que seriam depositados. O crime aconteceu no percurso entre a empresa e a agência. “Bertim” foi abordado por dois homens em uma motocicleta e teria reagido ao assalto, sendo atingido com pelo menos um disparo de arma de fogo.

Mas, apesar das características do crime – tentativa de roubo seguida de morte – a polícia ainda vai investigar se o homicídio de Gilberto trata-se de um crime de latrocínio ou de uma execução.

“Pelos elementos colhidos, tanto de testemunhas como de imagens de câmeras de segurança do local, foram dois rapazes numa moto, onde a vítima travou luta corporal com esses assaltantes e veio a óbito”, relatou Sena.

“A vítima vinha carregando valores para depósito. Tudo isso vai ser investigado no transcurso do inquérito policial”, ressalta o delegado.

O corpo de Gilberto Filho foi velado inicialmente no Salão de Velório da Funerária PAF Vida, na Rua do Cruzeiro, em Picos, e depois seguiu para o município de Isaías Coelho.

Homicídio em Picos (Crédito: Reprodução)
Homicídio em Picos (Crédito: Reprodução)
Homicídio em Picos (Crédito: Reprodução)
Homicídio em Picos (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do Piauí em Foco