Polícia investiga se ex-BBB Caubói foi vítima de execução

Polícia investiga se ex-BBB Caubói foi vítima de execução

Ele foi morto com tiro na nuca, disparado pelas costas dele

A Polícia Civil de Alumínio (79 km de São Paulo) investiga a hipótese ex-BBB André Luis Gusmão de Almeida, 37, conhecido como Caubói, ter sido executado. Ele foi morto com tiro na nuca, disparado pelas costas dele, na madrugada desta quarta-feira em seu sítio.

O investigador da Delegacia de Alumínio, Marcelo Coutinho, afirmou que há também a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). Uma TV LCD de 32 polegadas foi roubada da casa do caseiro --que estava vazia-- onde ele foi encontrado. Um notebook que estava na cozinha da residência principal do terreno também foi levado.

"Há boatos na cidade de que ele tinha dívidas, por isso investigamos uma possível execução. A mulher dele não confirmou, mas também não negou. Ela está em estado de choque e marcamos para ela prestar depoimento possivelmente amanhã [2]. Pela nossa experiência, há indícios de que ele foi executado e que, possivelmente, pediram para ele deitar no chão antes de atirarem", afirmou o investigador.

Segundo a delegada Luciane Regina Toledo, titular da delegacia da cidade, a mulher de André afirmou que eles ouviram latidos dos cachorros, e que ele foi verificar a causa. Momentos depois, entretanto, ela ouviu um tiro e, como o marido não retornou, decidiu acionar a PM.

A vítima foi socorrida e encaminhada para o Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu.

O investigador afirmou que ninguém presenciou o crime e que não há câmeras de segurança na região.

André participou do "Big Brother" em 2009 e entrou na casa quando o programa já estava no ar. Foi colocado, junto com Maíra Cardi, em uma casa de vidro no jardim da casa. Acabou brigando com Maíra e outros participantes e foi logo eliminado. Maximiliano Porto, o Max, foi o vencedor do prêmio de R$ 1 milhão na edição de 2009.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br