Polícia investiga se Rei da Melancia foi envenenado

A suspeita é que a morte não tenha sido causada por um acidente, mas que o empresário possa ter sido envenenado.

A polícia investiga o mistério que envolve a morte do médico e empresário, Juarez Rocha, conhecido como ?Rei da Melancia?. A suspeita é que a morte não tenha sido causada por um acidente, mas que o empresário possa ter sido envenenado. O laudo sobre a causa da morte ficará pronto em 30 dias.


Polícia investiga se ?Rei da Melancia? foi envenenado antes do acidente

Segundo informações, o Rei da Melancia teria registrado um boletim de ocorrência em Teresina relatando que estava sendo ameaçado de morte. Por este motivo a polícia também trabalha com a hipótese de alguém ter colocado alguma substância no alimento dele.

Juarez Rocha residia na cidade de Barras (PI) e era o maior plantador de melancia do Estado e o segundo do Nordeste. Ele havia deixado de clinicar para se dedicar ao plantio. Nos seus 25 hectares de plantação tinha melancia que chegava a pesar até 15 kg.

Ele morreu no dia 13 de dezembro de 2013 em grave acidente ocorrido na BR-343 próximo ao posto Titara em Campo Maior (82 km de Teresina) após se chocar violentamente contra uma carreta bi trem carregada de cerâmica. O condutor da carreta, teria dito na PRF que Juarez seguia tranquilamente na sua via quando de repente colidiu com a traseira da bi trem. A F250, conduzida pelo Rei da Melancia partiu ao meio com a violência da batida.

Os familiares de Juarez Rocha informaram à PRF que o médico transportava R$ 100 mil reais e tinha uma reunião agendada para às 17h em Campo Maior. O acidente aconteceu às 16h.

Fonte: Campo Maior em Foco