Polícia já sabia que traficante do Rio comprava armas

A reportagem veiculou escutas feitas pela polícia com autorização da Justiça

A Polícia Civil do Rio já havia avisado a Secretaria de Segurança, no início do ano, que o traficante Fabiano Atanásio da Silva, o FB, 33, comprava armas potentes com o objetivo de tomar pontos de vendas de drogas na cidade. A informação foi revelada em reportagem do "Jornal Nacional", da TV Globo.

A reportagem veiculou escutas feitas pela polícia com autorização da Justiça, em que Fabiano, apontado como chefe do tráfico de drogas da favela Vila Cruzeiro (zona norte), conversa com o traficante de armas Antônio Jorge Gonçalvez, preso em julho.

Nas conversas, ele encomenda armas pesadas e solicita modelos específicos de fuzis, capazes de derrubar aeronaves. Ele também reclama que o "fornecedor" não adaptou algumas armas para que ele pudesse usar munição tipo 762, que já possuía. Essa munição é usada pelo Exército.

Até a noite desta terça-feira, já chegava a 26 o número de mortes durante os confrontos com traficantes ocorridos em favelas da zona norte do Rio no fim de semana. Entre as vítimas estão três policiais militares e três moradores.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br