Polícia já tem suspeito de matar jovem encontrada morta em banheiro de bar

A jovem foi vista pela última vez na segunda-feira (3), quando saiu de casa para curtir o Carnaval

A polícia já tem suspeito da morte da jovem Gleice Francisca de Oliveira. De acordo com a DH (Divisão de Homicídios), o nome do suspeito não será divulgado. Segundo o laudo pericial feito no corpo da jovem que a menina sofreu asfixia mecânica e foi vítima de estupro, antes de ser morta e amarrada nua no banheiro de um bar na Rocinha, zona sul do Rio.

A jovem foi vista pela última vez na segunda-feira (3), quando saiu de casa para curtir o Carnaval. O corpo foi achado por um amigo na quarta-feira (5), que acionou policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora). Gleice tinha um filho de dois anos.

A Divisão de Homicídios assumiu o caso e convocou amigos e familiares da vítima para tentar levantar suspeitos do crime. Pessoas próximas à jovem disseram que ela vinha sendo perseguida.

Na tarde desta quinta-feira, o corpo de Gleice foi enterrado no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio. Parentes e amigos prestaram uma última homenagem à jovem com camisetas com a foto dela.

Fonte: r7