Polícia liberta homem mantido em cativeiro em favela

Segundo a PM, traficantes desconfiavam que ele seria informante da polícia

Um homem que era mantido em cárcere privado dentro de um barraco no Morro do Urubu, no subúrbio do Rio, foi libertado nesta terça-feira (25) por policiais militares do 3º BPM (Méier). Segundo o comandante do batalhão, tenente-coronel Paulo Cunha, a vítima era considerada pelos traficantes da localidade como um informante da polícia e foi encontrada com o corpo enrolado em uma fita.

Ainda de acordo com o comandante, o homem estava com marcas de sangue e relatou, ainda atordoado, que foi torturado. "Ele contou que os criminosos o agrediram com canos de fuzis, tapas, xingamentos. Quando chegamos, ele ainda estava fora de si, não conseguia falar nem quanto tempo ficou ali", disse Cunha.

Os policiais chegaram até o cativeiro depois de receberem um telefonema anônimo. O homem foi levado para o Hospital Salgado Filho, no Méier, na Zona Norte. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

Próximo ao local onde ficava o barraco, a polícia apreendeu dois quilos de maconha e munições de diversos calibres.

Fonte: Globo, www.globo.com