Polícia Militar aborta rebelião na Casa de Custódia

A rebelião foi comandada pelo interno de alta periculosidade conhecido como Baiano

No primeiro dia do ano, três presos cerraram as grades das celas e conseguiram ficar na parte externa da Casa de Custódia, em Teresina. A intenção era provocar uma fuga em massa ao liberar cerca de 60 presos do "Pavilão E". A rebelião foi comandada pelo interno de alta periculosidade conhecido como Baiano.

Um dos policiais conseguiu ver o movimento e disparou para cima, alertando os outros que conseguiram conter o movimento na Casa de Custódia. Nesse momento, a polícia faz revista em todas os presos do "Pavilhão E".

Fonte: Miguel Mendes, TV Meio Norte