Presos oito suspeitos de participar de morte de enfermeira em Goiânia; veja

Ex de namorado da vítima seria a mandante e pastor executor, diz delegada.

A Polícia Civil prendeu oito pessoas suspeitas de ter envolvimento no assassinato da enfermeira Fabiana Nunes Ferreira Brasil, de 26 anos, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia. O crime aconteceu em setembro de 2011 e, segundo as investigações, teria sido cometido a mando da ex-mulher do namorado da vítima.


Polícia prende 8 suspeitos de participar de morte de enfermeira

As prisões aconteceram na quinta-feira (12). A suspeita de ser a mandante prestou depoimento na Delegacia da Mulher de Senador Canedo. Quando ela saiu do local, houve confusão e parentes de Fabiana tentaram agredi-la. A mãe da enfermeira, Joana D"arc Ferreira, chegou a passar mal.

Ainda foram presos um capitão da Polícia Militar - genro da suposta mandante - e sua esposa. Eles são suspeitos de ter dado cobertura ao assassinato. Além deles, um pastor evangélico de Hidrolândia, também na Região Metropolitana, foi detido suspeito de ser o autor do crime.

"Constatamos que o telefone dele [pastor], habilitado em seu nome, estava na localização e horário em que o crime aconteceu. Logo após o fato, ele foi para a casa do PM e da sua esposa", explicou a delegada Mila Vilela Junqueira, responsável pelas investigações. Uma nona pessoa também foi indiciada no inquérito, mas não foi detida.

"Foi um crime muito bem preparado, que envolveu muita gente influente. A gente teve que usar até o serviço de inteligência da Polícia Civil", afirmou a delegada Mila Vilela Junqueira, responsável pelas investigações.

Fabiana tinha dois filhos. Muito abalada, a mãe da enfermeira disse que começou a receber ameaças depois que os suspeitos foram presos. "Eles falavam assim: "Você me paga", e desligavam o telefone", afirmou, aos prantos.

Fonte: G1