Polícia prende acusado de morte de padeiro e descobre disputa

Polícia prende acusado de morte de padeiro e descobre disputa

O crime teria sido motivado por uma disputa de área para a venda de pães na região.

Foi preso, ontem, o acusado pela morte do padeiro Cléber de Souza Lima, assassinado no dia 16 de abril enquanto vendia pães de porta em porta em Barra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. Leandro Marcolino, de 21 anos, foi encontrado em Imbé de Minas, em Minas Gerais. O crime teria sido motivado por uma disputa de área para a venda de pães na região. Com Márcio foi encontrado um revólver calibre 32. Ele foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma, e os agentes da Divisão de Homicídios (DH) cumpriram o mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio expedido contra ele.

De acordo com os policiais, Leandro e seu irmão, Márcio Marcolino, que foi morto em Minas algum tempo depois do assassinato, foram os autores do crime. O padeiro foi executado com três tiros enquanto trabalhava na Estrada Roberto Burle Marx, na altura do número 4.821. Na ocasião, ele foi cercado por três homens que chegaram num Citroën Xsara Picasso preto e o golpearam na cabeça com um pedaço de madeira. Em seguida, efetuaram os disparos.

Cléber, que era natural de Minas Gerais, estava no Rio há um ano e trabalhava entregando pães desde a chegada ao estado. Ele dividia um apartamento com vários outros entregadores, que compram pães em uma padaria de Campo Grande, também na Zona Oeste, para vender em Barra de Guaratiba, mas queria abrir seu próprio negócio.

Na época do assassinato, testemunhas contaram a agentes da DH que Cléber tinha fama de mulherengo no bairro. A polícia chegou a investigar a hipótese de crime passional, mas chegou até a disputa de linhas de pão entre padeiros.

Fonte: Extra