Polícia prende ladrões por roubo durante jogos do Brasil

Polícia Militar alerta para os cuidados na hora das partidas

Ao longo dos quatro jogos do Brasil na Copa do Mundo, a polícia de São Paulo registrou 27 furtos no Centro da capital paulista e prende sete pessoas em flagrante. ?Nós já reduzimos no mês passado 55% o índice de furto no centro da cidade?, afirma o delegado Aldo Galiano Junior.

Criminosos estão aproveitando os jogos da seleção brasileira para furtar torcedores em bares e restaurantes. Eles agem rápido, antes da vítima se dar conta que foi roubada. Na terça-feira (29), reportagem do SPTV mostrou um assalto em um restaurante da Praça da República, região central de São Paulo.Os ladrões, discretamente, roubam uma torcedora.

Comerciantes do Centro da capital dizem que o casal de criminosos já é conhecido. Ao ver as imagens, a dona de casa Fábia Micheli teve certeza que é a mesma dupla que levou a bolsa dela dentro de outro restaurante, também no Centro de São Paulo. A ação foi gravada pelo circuito interno do local.

O furto foi tão rápido que Fábia não notou que a bolsa dela tinha sumido. Quando se deu conta, procurou o dono do restaurante, que mostrou para ela e para o marido as imagens dos bandidos. Ela ficou sem o celular. O marido de Fábia, Francis Micheli, mandou mensagem de texto e os bandidos responderam. Fizeram ameaças por escrito, em espanhol.

A polícia suspeita que a dupla tenha promovido outro furto em julho de 2009. Se as suspeitas se confirmarem, há quase um ano a dupla vem praticando furtos no Centro. De acordo com o delegado as imagens ajudarão a resolver o caso. ?Esses estrangeiros agem geralmente em aeroportos e em épocas de festividades e datas significativas. Eles migram para o Centro da cidade por causa do acúmulo de pessoas?, completa Galiano.

Como se prevenir

A Polícia Militar de São Paulo dá algumas dicas de como se proteger de furtos em locais fechados. O alerta principal é para não deixar bolsas penduradas em cadeiras, não largar objetos, como carteira e telefone celular, em cima de mesas, desconfiar de esbarrões e empurrões e evitar locais com muita aglomeração de pessoas.

Fonte: g1, www.g1.com.br