Polícia prende suspeito de assassinar três homens em Pio IX

Os três homens foram mortos na quinta-feira, 26, em Pio IX.

Na noite da última quinta-feira, dia 25 de fevereiro, três homens, identificados como Napoleão Sousa Dias, 21, Francisco Nassau Santos Oliveira, 24 e Antônio Airton Oliveira, 26, foram assassinados no município de Pio IX,  a cerca de  432 km de Teresina. Segundo informações do tenente Gilson, comandante da 4ª Companhia Independente de Fronteiras, que investiga o caso, um dos suspeitos já foi capturado.

O comandante informou ainda que as primeiras investigações apontaram que o triplo homicídio pode ter sido encomendado. O caso segue sob sigilo e por conta disso não foram repassadas maiores informações. O que se sabe até o momento é que os disparos partiram de um rifle calibre 32 e de uma espingarda calibre 12, e foram realizados com uma distância de pelo menos 10 metros. 

Movimentação em frente ao Hospital que recebeu os três homesn mortos na quinta-feira, dia 25
Movimentação em frente ao Hospital que recebeu os três homens mortos na quinta-feira, dia 25

Entenda  o caso

As vítimas, identificados como Napoleão Sousa Dias, 21, Francisco Nassau Santos Oliveira, 24 e Antônio Airton Oliveira, conversavam na porta de uma residência, na localidade Cachoeira 01, zona  rural da cidade, quando foram alvejados pelos disparos. O autor dos tiros, ainda não identificado,   atirou com uma distância de 10 metros, usando, segundo o delegado, uma espingarda calibre 12.

Vizinhos e parentes das vítimas acionaram a polícia que encontrou um dos homens ainda com vida. Ele foi socorrido e levado para um Hospital, mas devido à gravidade dos ferimentos, foi a óbito ao dar entrada na unida médica. Os outros dois morreram ainda no local.

Ainda segundo Gilson Medeiros,  o autor dos disparos não estava em carro, moto ou  a pé. Além disso, os cartuchos deflagrados da espingarda calibre 12 foram encontrados a 10 metros da casa onde os três estavam. Na comunidade rural ainda não há fornecimento de energia elétrica, fato que dificultou a identificação do acusado. 

O caso segue sob investigação da Delegacia Regional de Fronteiras, que também atua na região. 



Fonte: Portal Meio Norte