Polícia prende suspeito de matar garoto boliviano em São Paulo

Polícia prende suspeito de matar garoto boliviano em São Paulo

A Polícia Civil informou na manhã deste sábado (29) que prendeu um dos suspeitos de ter participado do assalto a uma família boliviana.

A Polícia Civil informou na manhã deste sábado (29) que prendeu um dos suspeitos de ter participado do assalto a uma família boliviana, que resultou no assassinato de Brayan Yanarico Capcha, 5, morto com um tiro na cabeça, na zona leste de São Paulo, na madrugada de sexta. Segundo informações da rádio CBN, Paulo Ricardo Martins, 19, confessou ter participado da ação, porém negou ter atirado na criança.

O suspeito foi preso no 49º DP de São Matheus e vai ser transferido para o 77º DP na região central da cidade.  A Polícia ainda procura outros três homens que teriam participado da ação na casa dos bolivianos em São Matheus, na cidade de São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, seis homens armados invadiram a casa por volta da 0h30 de sexta-feira (28), na rua Frutos de Maio, no bairro de Jardim Conquista, anunciaram o assalto e fizeram uma família de bolivianos refém. Havia entre oito e dez pessoas no local, incluindo crianças.

A mãe disse que o filho chorava e pedia para não morrer. "Ele gritava "não me mate, não me mate, eu não quero morrer". Mas os bandidos não entenderam. Ele estava nos meus braços quando foi morto."

Rendida e sob a mira de uma arma, a família chegou a entregar R$ 4.500, mas um dos criminosos, insatisfeito com o valor e alheio aos pedidos dos bolivianos, atirou na cabeça da criança antes de fugir, alegando que a quantia era "pouco dinheiro".

Ainda de acordo com a polícia, o assaltante também teria ficado irritado com o choro da criança.

O menor chegou a ser socorrido para o pronto-socorro do hospital São Mateus, mas morreu minutos depois de chegar à unidade de saúde.

Fonte: UOL