Polícia prende suspeito de matar promotor de Justiça a tiros

O suposto mandante do crime já foi identificado - seria o fazendeiro José Maria de Paula, que ainda não foi localizado

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu na terça-feira um homem suspeito de ter participado do assassinato do promotor de Justiça Thiago Faria, ocorrido na manhã de segunda-feira, em Itaíba (PE), a 340 quilômetros do Recife. Edmacir Ubirajara foi levado à delegacia de Águas Belas (PE), município vizinho a Itaíba. O suposto mandante do crime já foi identificado - seria o fazendeiro José Maria de Paula, que ainda não foi localizado.

A principal linha de investigação aponta que o promotor de Justiça foi morto por uma disputa de terras, segundo o secretário executivo da Secretaria de Defesa Social (SDS), Alessandro Carvalho. Thiago Faria teria informado a parentes que havia comprado uma fazenda de 25 hectares por R$ 100 mil em um leilão. A Polícia Civil acredita que a compra pode ter motivado a morte do promotor, pois o antigo dono da fazenda teria ficado insatisfeito.

Na manhã de segunda-feira, Thiago Faria e a noiva dele viajavam de carro pela rodovia PE-300, entre os municípios de Águas Belas e Itaíba, quando o veículo foi interceptado por um Fiat Uno. Os ocupantes do segundo carro desceram e atiraram contra o promotor, que morreu na hora. A noiva de Thiago não ficou ferida. O corpo do promotor foi enterrado na terça-feira, no cemitério Morada da Paz, em Paulista (PE), na região metropolitana do Recife.

Fonte: Terra