Polícia prende um suspeito do sequestro de irmão de ator de "Caminho das Índias"

Ao ser baleado no peito acabou sendo salvo por uma medalha de anjo da guarda.

Policiais do 39º BPM (Belford Roxo) prenderam neste domingo (2) um homem suspeito de participar do sequestro-relâmpago do médico Eduardo Vinícius Melhem, que ao ser baleado no peito acabou sendo salvo por uma medalha de anjo da guarda.

Segundo o delegado adjunto da 54ª DP (Belford Roxo), Marcio Esteves, uma fotografia do suspeito será levada nesta segunda-feira (3) até o médico, irmão do ator Marcius Melhem, para que possa ser feito o reconhecimento.

?Ele é o principal suspeito e vai para reconhecimento?, disse o delegado.

O homem foi preso por volta das 15h deste domingo em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no bairro Bom Pastor. De acordo com o delegado, ele já tem passagem pela polícia e é suspeito de executar um morador da localidade conhecida como Gogó da Ema, no mesmo município.

O suspeito estava com um revólver e foi preso e autuado por porte ilegal de arma. A polícia investigará agora sua participação no homicídio e no seqüestro-relâmpago do médico. Por enquanto, ele está sendo mantido na carceragem da 54ª DP.

Médico foi operado e deixou hospital

Eduardo Vinícius Melhem foi operado neste domingo (2) e deixou por volta das 14h45 o Hospital Copa d´Or, na Zona Sul do Rio, onde estava internado. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a bala, que estava alojada no ombro direito, foi retirada durante a cirurgia. O projétil foi protocolado e enviado para a polícia, para realização de perícia.

Ainda segundo a assessoria, o médico está bem e seguirá o tratamento com antibióticos em casa. Eduardo Vinícius Melhem é coordenador da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

O ator Marcius Melhem ? que interpreta Radesh, na novela ?Caminho das Índias?, e que é irmão de Eduardo, contou que ele foi baleado primeiro e assaltado depois, na noite de sexta-feira.

Segundo os médicos do hospital, o médico foi salvo por uma medalha do anjo da guarda, onde a bala resvalou.

Abordagem com tiro

Marcius contou que o irmão falava ao celular com uma amiga e não percebeu a abordagem dos assaltantes. Ele estava em seu carro passando lentamente por um quebra-molas, quando os três homens, que estavam a pé, atiraram e entraram no carro dele.

?Foi essa amiga que percebeu que ele estava sendo assaltado e me ligou. Fiquei desesperado. Tentava ligar para ele e não conseguia. Entrei em contato com o secretário de segurança de Belford Roxo, coronel Francisco D?Ambrosio, que na mesma hora entrou em contato com equipes da polícia para procurar meu irmão?, contou o ator.

O médico disse ao ator que os três assaltantes atiraram primeiro e entraram em seu carro depois. Os assaltantes achavam que Eduardo estava tentando fugir, disse Marcius.

?Mesmo ferido, Eduardo foi obrigado a ficar circulando de carro com os bandidos, que o ameaçavam o tempo todo. Depois de roubarem laptop, celulares, dinheiro, cheques e cartões, eles o deixaram com o próprio carro num terreno abandonado. Meu irmão, então, voltou dirigindo para a UPA, onde pediu socorro e foi transferido para o Copa D"Or?, contou o ator.

"Nasceu de novo"

"Ele nasceu de novo", disse o diretor médico do hospital Copa D"Or, Antônio Carlos Moraes, onde está internado o capitão bombeiro Eduardo Vinícius de Assis Melhem, de 35 anos. Segundo Moraes, o médico baleado foi salvo por uma medalha do anjo da guarda, que desviou a bala atirada contra seu peito.

Segundo Moraes, a bala resvalou no peito e se alojou no ombro direito. O impacto causou uma contusão pulmonar, que foi tratada com analgésicos.

O caso ocorreu por volta de 21h de sexta-feira (31), de acordo com o plantão da Polícia Militar, e foi registrado na 54ª DP (Belford Roxo).

Fonte: g1, www.g1.com.br