Polícia prende suspeitos de matar grávida em tentativa de assalto

Polícia prende suspeitos de matar grávida em tentativa de assalto

Daniela Nogueira Oliveira foi baleada na cabeça em um tentativa de assalto no dia 10 de janeiro

A polícia prendeu, na tarde deste sábado (20), dois suspeitos de atirar em uma mulher grávida durante uma tentativa de assalto no bairro do Campo Limpo, zona sul de São Paulo, no dia 8 de janeiro. A assistente administrativa Daniela Nogueira de Oliveira, de 25 anos, que estava no nono mês de gestação, foi levada em estado grave para o Hospital Municipal do Campo Limpo. Ela morreu dois dias depois. Os parentes decidiram doar os órgãos da jovem.

Daniela foi abordada por dois ladrões no momento em que chegava de carro no condomínio onde morava, na rua Osíris de Camargo. Um dos bandidos atirou porque a gestante teria se assustado e feito um movimento brusco. Os assaltantes fugiram sem roubar nada da vítima.

No hospital, os médicos realizaram uma cirurgia de emergência e conseguiram salvar a criança. No dia 11 de janeiro, um homem foi preso suspeito de matar Daniela. Ele era foragido da Justiça e foi reconhecido por uma testemunha.

Relembre o caso

Imagens das câmeras de segurança mostraram a ação e a fuga dos criminosos. As imagens mostraram quando a jovem chegou e estacionou o carro. Logo atrás, vinha uma moto amarela com dois homens. Enquanto ela descia, o homem que estava na garupa anunciou o assalto. Daniela colocou a bolsa na frente da barriga e foi baleada.

Um dos suspeitos teria fugido a pé. O outro, de moto, esperou na esquina. A vítima foi levada ao hospital. A bala entrou pela face esquerda e ficou alojada na nuca.

Ela estava com 36 semanas de gravidez e teria o bebê na sexta-feira, dia 11 de janeiro. O parto de emergência salvou a criança, uma menina chamada Gabriela, que nasceu com 2,520 kg.

Fonte: r7