Polícia prende traficantes em praia no CE

Era naquele endereço que estava instalado o ponto de venda de drogas

Cinco pessoas que integravam um esquema de tráfico de drogas que se iniciava na Praia de Iracema e alcançava ainda os bairros do Centro e Oitão Preto, foram presas pela equipe da Delegacia de Narcóticos (Denarc). Ao todo, oito membros da quadrilha foram identificados, mas os três principais membros do bando - duas mulheres e um homem - ainda estão foragidos.

As prisões aconteceram na Rua São Longuinho, 07, na Praia de Iracema. Era naquele endereço que estava instalado o ponto de venda de drogas, que fornecia entorpecentes, inclusive, a turistas estrangeiros.

Um dos chefes do ponto era Leonardo Portela Pinto de Macedo, 18. Além dele, foram presos Marcos Antônio Fernandes Evangelista, 43; Regina Cláudia de Souza, 42; Gilnara Lopes Ribeiro, 20; e Regineide Ângelo Gomes, 25.

Procuradas

Duas mulheres, identificadas como ´Gabi´ e ´Maria´, estão foragidas. ?Elas estão acima dos outros presos na cadeia de distribuição da droga. Mas, acima delas, há ainda um homem, que é o maior traficante da área?, destacou o delegado César Wagner Maia Martins, titular da Denarc, que autuou o grupo em flagrante e comunicou as prisões à Justiça.

Com a quadrilha, foram apreendidas 250 ´petecas´ (pacotinhos) de cocaína, crack e maconha, já prontos para serem comercializados, além de uma balança de precisão e R$ 135,00 em espécie.

De acordo com a Polícia, a quadrilha vendia todo tipo de droga. ?Naquela rua, paravam muitos carros e motos com viciados. O movimento acontecia, inclusive, durante toda a madrugada, deixando os moradores incomodados e, ao mesmo tempo, temerosos, com medo de denunciar os traficantes. Eles também faziam entrega em domicílio, em motocicletas. A ´boca´ funcionava 24 horas por dia e distribuía por semana uma média de 30 quilos de cocaína e 20 de crack?, contou o delegado.

Operação

A desarticulação desta quadrilha deu início à ´Operação Tentáculos II´, da Denarc. Na primeira etapa da operação, 60 pontos de vendas de drogas em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú foram mapeados e fechados pela equipe da ´Narcóticos´. Desta vez, mais 40 pontos já foram mapeados. ?A delegacia precisava só de mais estrutura. Se tivéssemos policiais e viaturas suficientes, no lugar de botar 400 traficantes na cadeia, como fizemos, já teríamos prendido pelo menos uns 800?, ponderou César Wagner. Em relação ao grupo capturado na Praia de Iracema, a Polícia chegou a receber informações de que crianças e adolescentes atuavam como ´aviões´ para o grupo.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br