Procurados 24 suspeitos ligados ao tráfico do Alemão

Criminosos circulavam entre o complexo e as favelas de Antares, Rola 1 e Rola 2.

A operação que a Polícia Civil faz na favela de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro, desde o início da manhã desta quinta-feira (9), tem o objetivo de cumprir 24 mandados de prisão. Até às 10h30, um homem havia sido preso, cinco pessoas detidas e um menor apreendido.

O inquérito que resultou nos mandados de prisão é fruto de uma investigação da Draco (Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e Organizadas) para desarticular a quadrilha que agia entre o Complexo do Alemão e as favelas de Antares, Rola 1 e Rola 2, em Santa Cruz.

De acordo com um policial da Draco, o principal alvo da operação era o traficante Macarrão, líder do tráfico em Antares e responsável por abastecer de drogas as favelas da região.

Macarrão teria recebido a função de gerir a ?caixinha? da facção, espécie de imposto pago pelas favelas controladas pela organização, após a ocupação do Alemão, mas tem enfrentado problemas porque a quadrilha está desarticulada.

Deficiente físico, o traficante seria o proprietário de uma perna mecânica apreendida pela polícia no Alemão.

Um local usado por traficantes para embalar drogas foi encontrado. Um cão da raça pitbull tomava conta do imóvel.

Mais cedo, no Complexo do Alemão, a polícia apreendeu 6 kg de cocaína, 3 kg de crack, material para embalar drogas, uma pistola calibre 45 e um celular em uma galeria de águas pluviais.

Uma resposta do Estado

A operação no Complexo do Alemão faz parte da reação da polícia à onda de violência que tomou conta do Rio de Janeiro na última semana de novembro, quando dezenas de carros foram incendiados em vários pontos do Rio de Janeiro e houve ataques a policiais.

A ação dos criminosos foi vista pelo governo estadual como uma resposta às UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) instaladas nos dois últimos anos em comunidades antes dominadas pelo tráfico.

Para conter os ataques, a polícia, com apoio das Forças Armadas, realizou uma grande ofensiva no dia 25 do mês passado na Vila Cruzeiro, forçando a fuga de centenas de traficantes para o vizinho Complexo do Alemão, onde foram cercados nos dois dias seguintes.

Fonte: R7, www.r7.com