Polícia procura ex-deputado estadual pedófilo

Polícia procura ex-deputado estadual pedófilo

Luiz Sefer (PA) foi condenado a 21 anos de prisão e terá de pagar R$ 120 mil para a vítima

O ex-deputado estadual do Pará, Luiz Afonso Proença Sefer (sem partido), condenado na terça-feira (08) por abusar sexualmente de uma menina de nove anos, está foragido.

A polícia do Estado procurou Sefer em seu apartamento depois da expedição do pedido de prisão pela Justiça, mas a secretária do ex-parlamentar informou aos oficiais que ele saiu de casa na segunda-feira (7) e não retornou.

Luiz Sefer também é médico e foi condenado à pena de 21 anos de prisão pela juíza Maria das Graças Alfaia Fonseca, titular da Vara Penal de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém (PA). Na sentença, a juíza também determinou o pagamento de indenização por dano moral, no valor total de R$120 mil.

O advogado do ex-deputado, Osvaldo Serrão, afirmou que ainda cabe recurso contra a decisão da juíza. Por telefone, o advogado afirmou que vai entrar com pedido de habeas corpus para Sefer.

A denúncia diz que a menina foi trazida de Mocajuba, interior do Pará, e entregue ao médico, que, após dois dias, passou a abusar sexualmente dela, além de agredi-la e obrigá-la a ingerir bebida alcoólica. As práticas teriam se repetido por quatro anos seguidos.

Segundo nota divulgada no site do TJ- PA (Tribunal de Justiça do Pará), no interrogatório feito à juíza, Sefer negou a autoria do crime. Ele alegou que a menina foi trazida para sua casa para estudar e que as acusações seriam ?uma atitude inconsequente da vítima e uma estratégia desta para não retornar ao município de Mocajuba?. O ex-deputado afirmou que vinha planejando mandá-la de volta por "mau comportamento?.

O ex-deputado foi investigado no início do ano passado durante a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da pedofilia de Brasília e acabou renunciando ao cargo ainda em 2009.

Fonte: R7, www.r7.com