Polícia procura fugitivo acusado de matar os pais e estuprar a ex-mulher

A polícia depende de denúncias da população para recapturá-lo.



Sem pistas do homem apontado como "Maníaco de Juatuba", a polícia depende de denúncias da população para recapturá-lo.

Arilson Moreira de Barros, de 31 anos, é acusado de matar os próprios pais, o sobrinho e outras cinco pessoas e estuprar a ex-esposa.

Ele fugiu do presídio de Ubá, na Zona da Mata mineira, no último sábado (3) e a polícia ainda não tem pistas sobre o seu paradeiro.

O delegado de Polícia Civil responsável pela prisão do acusado em Juatuba, Jorge Antônio Pereira, acredita que o crimonoso deverá seguir para a cidade, onde possui família e é acusado de cinco homicídios.

Segundo o delegado, familiares e conhecidos do suspeito já procuraram a delegacia da cidade em busca de proteção.

A Polícia Civil em Ubá informou que o inquérito para investigar o paradeiro do fugitivo ainda não está sob a responsabilidade de nenhum delegado.

De acordo com a diretoria-geral do presídio de Ubá, pistas estão sendo levantadas para esclarecer as condições que permitiram a fuga do suspeito.

Fonte: r7