Polícia procura garota de programa suspeita de vender filha por R$ 6 mil

A jovem teria saído do Maranhão para fazer programa no outro Estado e não sabia que estava grávida.

A Polícia Civil procura uma garota de programa suspeita de ter vendido a filha, de 22 dias, por R$ 6.000 ao dono da boate em que trabalhava em Maracaju, em Mato Grosso do Sul. A jovem teria saído do Maranhão para fazer programa no outro Estado e não sabia que estava grávida.

Segundo a polícia, o dono do local comprou a criança e a registrou junto com a mulher. Ela foi presa e ainda está detida. O suspeito responde ao crime em liberdade e já tinha passagem pelo mesmo delito. Eles foram indiciados por entrega de criança mediante pagamento e registro de filho alheio.

O Conselho Tutelar levou o bebê para um abrigo e informou que tentará localizar os familiares paternos e maternos da criança antes de encaminhar para adoção.

Fonte: r7