Polícia procura merendeira que confessou envenenamento em escola

Polícia procura merendeira que confessou envenenamento em escola

Equipes da Delegacia de Homicídios de Porto Alegre trabalham na captura

A polícia de Porto Alegre procura a merendeira Wanusi Mendes Machado, de 23 anos, considerada foragida depois que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, no final da noite desta sexta-feira (6). Em depoimento na quinta (4), ela confessou ter misturado veneno para rato na comida servida para alunos, professores e funcionários da Escola Estadual Doutor Pacheco Prates na capital gaúcha.

Duas equipes de investigação da Delegacia de Homicídios trabalham na captura da merendeira.

Segundo o delegado, Cléber de Santos Lima, em depoimento, ela disse que não sabia o motivo de ter envenenado a refeição, que não tinha planejado, e nem pretendia matar ninguém.

Ao todo 39 pessoas comeram a refeição envenenada. Elas foram atendidas em postos de saúde de Porto Alegre, com sintomas de náusea, dores de barriga e na cabeça.

Fonte: g1, www.g1.com.br