Polícia quer imagens internas de banco onde segurança foi preso

Polícia quer imagens internas de banco onde segurança foi preso

Depois da briga, o cliente teria entrado na agência exaltado para tirar satisfação com o segurança, que teria reagido e atirado

A polícia vai pedir outras imagens do circuito interno de segurança da agência bancária onde um segurança foi preso suspeito de balear um cliente na tarde de quarta-feira (1º). O objetivo é analisar as imagens do momento em que um cliente é baleado após discutir com um segurança e outros clientes, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Segundo a polícia, o cliente falava ao celular quando foi barrado pela porta giratória. Ele teria se recusado a entregar os objetos para que a porta fosse liberada.

"Ele travou a porta durante uns seis minutos exatamente porque eu assisti a filmagem. Quando houve a ação, esses clientes saíram da agência, entraram em luta corporal com o Felipe (cliente) por algum tempo, o que acabou deixando ele muito nervoso", explica o delegado Hilton Alonso.

Depois da briga, o cliente teria entrado na agência exaltado para tirar satisfação com o segurança, que teria reagido e atirado. Baleada no pescoço, a vítima foi levada para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Caxias.

O segurança foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

"Não era necessário a utilização de arma de fogo, ainda mais por ser um local público, com muitas pessoas dentro da agência. E além do que havia outros vigilantes. Então, era apenas uma pessoa a ser contida", disse o delegado.

O banco informou que depois de ter a entrada liberada, o jovem foi em direção ao segurança e tentou desarmá-lo.

Fonte: G1