Polícia quer saber se cadáver foi ou não violentado sexualmente

A violação do túmulo intrigou os moradores e a polícia cearense.

A violação do túmulo teria acontecido no dia 19 de maio, no sítio Bananeiras, localizado no perímetro que compreende os distritos de Padre Vieira e Juá dos Vieira, na cidade de Viçosa, no estado do Ceará. Na cova foi enterrado o corpo da adolescente Maria Lucinete Gomes do Nascimento, de 17 anos.

Antes da chegada da polícia, alguns familiares apreensivos quanto ao paradeiro o corpo resolveram abrir a sepultura, encontrando o cadáver totalmente revirado, como conta Raimundo Francisco do Nascimento, pai da menor. 

O corpo estava revirado dentro do túmulo e a tampa do caixão estava quebrada
O corpo estava revirado dentro do túmulo e a tampa do caixão estava quebrada

“Pessoal que passava por aqui viram a cova mexida, mas como foi uma coisa que nunca aconteceu, ninguém veio olhar de perto, quando foi à tarde viram de novo, chegaram perto e constataram o fato. Não tenho desconfiança de ninguém, ela não tinha namorado, era só da escola para casa, hoje nem o morto não tem mais sossego”, afirmou Raimundo Francisco.

Após quase uma semana na porta do Cemitério à espera de uma equipe da Pericia Criminal cearense, a família presenciou, na última quarta-feira, a exumação do corpo que foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Sobral-CE, onde foram realizados exames necroscópicos que irão apontar se o cadáver foi ou não violentado sexualmente.

Segundo informações de familiares, o corpo estava revirado dentro do túmulo e a tampa do caixão estava quebrada. Após levantamentos periciais, o corpo da adolescente foi novamente sepultado.

Maria Aparecida do Nascimento, mãe da menor, diz que nunca imaginou que passaria por uma situação como esta. “Uma situação dessas deixa a gente sem chão, porque a gente nunca imaginava que no nosso interior poderia acontecer uma coisa dessas, a gente ainda estava com fé que o corpo estava direito dentro, mas eu vi ela na areia”, falou a mãe

A jovem que faria 17 anos no dia 24 de maio, morreu no último dia 18 vítima de morte cerebral hemorrágica. Ela foi enterrada na quarta e na quinta a família descobriu que o túmulo havia sido violado.



Fonte: Portal Meio Norte