Polícia recupera bebê de 2 meses que teria sido trocado por drogas pela mãe

A denúncia recebida pelo Conselho Tutelar e repassada à Polícia Civil dizia que o bebê teria sido entregue pela mãe biológica

Policiais resgataram uma criança de dois meses que, segundo denúncia, teria sido entregue a um casal de mulheres em troca de drogas. O fato ocorreu nesta segunda-feira em uma casa em Sangão (SC), a 128 quilômetros da capital Florianópolis.

A denúncia recebida pelo Conselho Tutelar e repassada à Polícia Civil dizia que o bebê teria sido entregue pela mãe biológica há cerca de um mês. Em seguida, policiais de Morro da Fumaça em conjunto com equipes de Sangão se dirigiram à casa da mãe biológica e, com ela, foram ao local onde o bebê estaria.

As duas suspeitas não estavam na casa, mas a mãe de uma delas, que atendeu a porta, acabou revelando que a criança havia sido deixada nesta manhã pelas mulheres, pois precisavam sair. O bebê foi entregue aos policiais e encaminhado, posteriormente, ao Paraíso da Criança, em Urussanga, para adoção.

Durante depoimento, a mãe biológica negou ter vendido ou trocado por drogas o bebê, mas confirmou ser viciada em crack. Ela será investigada por adoção ilegal. As duas mulheres que estariam com o bebê apresentaram-se mais tarde na Delegacia de Urussanga, com o advogado, e reservaram-se o direito de falar apenas em Juízo. A delegada Jucines Dilcinéia Ferreira de Matos, responsável pelo caso, instaurou inquérito para averiguar os fatos e constatar se a criança foi ou não trocada por entorpecentes, bem como o crime de adoção ilegal.

Fonte: Terra