Agente é feito refém desde ontem em rebelião; polícia retoma negociações

Motim começou por volta das 19h30 de quarta-feira (16), em Piraquara. Presos exigem transferência para o interior; não há feridos, afirma polícia.

A equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) retomou, por volta das 6h desta quinta-feira (17), as negociações na Penitenciária Estadual de Piraquara II (PEP II), na Grande Curitiba, para tentar libertar o agente penitenciário que é mantido refém desde as 19h30 de quarta-feira (16). As negociações tinham sido suspensas no final da noite. Durante a manhã, vários familiares aguardavam pelo fim do motim para fazer visitas aos demais presos.

Segundo a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), o agente estava fazendo a transferência dos presos de um ponto para outra da penitenciária, quando quatro deles se recusaram a entrar e iniciaram o motim, rendendo o funcionário. Ele não está ferido, segundo os policiais. Ainda segundo a Seju, os presos mantém o funcionário rendido com um pedaço de ferro. Eles exigem transferência para Londrina, no norte do estado.

O sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen) informou que os detentos estão em uma ala com 48 pessoas, mas a capacidade é para 36.

Fonte: G1 Globo