Polícia Rodoviária Federal  já iniciou a Operação Carnaval

Polícia Rodoviária Federal já iniciou a Operação Carnaval

Já foi intensificado o trabalho de fiscalização nas estradas federais para o período do Carnaval

A Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal já começou, nas estradas federais que cortam o Piauí. A festa só terá início no sábado (01), mas as fiscalizações nas rodovias já foram reforçadas, com o objetivo de prevenir acidentes durante os dias de folia. A operação iniciou zero hora da última segunda-feira (24) e finalizará às 24h da quarta-feira (5) de cinzas.

No ano passado, durante o Carnaval, foram registrados pela PRF 69 acidentes, 34 feridos e três mortes. O objetivo é diminuir esses números.

Nesses primeiros dias de operação, serão realizadas acidentes serão ministradas palestras de educação para o trânsito e atividades de recolhimento de animais encontrados soltos nas rodovias nos dias que antecedem a festividade.

A PRF trabalhará com uma média de 40 policiais por dia, distribuídos nos nove postos de fiscalização, situados nas BRs no Estado do Piauí. Este contingente utilizará 35 viaturas operacionais, 20 etilômetros e cinco radares.

A BR-343 ainda é a rodovia que apresenta maior demanda de tráfego, por ser aquela que leva às praias do litoral piauiense.

No entanto, muitas outras cidades promovem eventos de carnaval, como é o caso de Floriano, no centro-sul do estado. Portanto, a fiscalização alcançará também a BR-316, que leva aos Carnavais do centro e sul do Piauí.

Segundo a PRF, os maiores fatores de risco nas estradas são bebida alcoólica, velocidade excessiva, ultrapassagem e motocicletas. Além disso, na hora de pegar a estrada é necessário que se fique atento também a outros fatores, para evitar acidentes. As curvas sempre levam perigos às rodovias, por isso é necessário que se observe a sinalização ao longo da estrada.

Não se pode deixar de fazer este alerta em relação às curvas. No entanto, é necessário que se tenha atenção também nas retas, pois os dados indicam que 75% dos acidentes e mortes ocorrem nesses locais, por ser o trecho onde o condutor trafega em velocidade excessiva.

Fonte: Pollyana Carvalho